Narciso

narciso
Narciso era um jovem de extrema  beleza. Porém, à despeito da cobiça que despertava nas ninfas e donzelas, Narciso preferia viver só, pois não havia encontrado ninguém que julgasse merecedora do seu amor. E foi justamente este desprezo que devotava às jovens a sua perdição. Continue reading

pan

Pelos caminhos sombrios da floresta, muito longe dos esplendorosos raios de luz do sol, a ninfa Dríope deu à luz uma criança tão feia e monstruosa que igual nunca antes se vira. Tinha grandes chifres e as pernas assemelhavam-se às de um bode. O corpo era todo coberto por pêlos grossos e negros.
Assim que o viu, a mãe encheu-se de pavor e abandonou o filho à própria sorte na floresta. Continue reading

Eros

eros

Vênus queixou-se a Têmis de que seu filho Eros sempre permanecia como criança. A resposta foi que ele não cresceria enquanto ela não tivesse outro filho. Então veio ao mundo Ânteros, com quem ele começou a crescer.

Desta forma os poetas quiseram dar a entender que o amor não cresce sozinho. Continue reading

Ártemis

artemis

Ártemis era filha de Zeus e de Leto, e irmã gêmea de Apolo.
Tida como virgem e defensora da pureza, era também protetora das parturientes e estava ligada a ritos de fecundidade; embora fosse em essência uma deusa caçadora, encarnava as forças da natureza e tutelava as ninfas, os animais selvagens e o mundo vegetal. Continue reading